Tecnologia Assistiva: o que é e como ela faz a diferença na vida de pessoas com deficiência

Acompanhar o universo da tecnologia não é nada fácil. Quase todos os dias surgem novidades que exigem a nossa atenção – ou novos termos que, se analisarmos bem, se referem a conceitos já conhecidos. De certa forma, a tecnologia assistiva é isso: uma nova denominação para recursos e serviços que já existem faz algum tempo, mas que são continuamente aprimorados. Agora, vamos entender um pouco melhor como isso funciona.

Na verdade, o termo “tecnologia assistiva” é um pouco antigo: surgiu em meados de 1988 para designar o conjunto de dispositivos, técnicas e processos que podem melhorar a qualidade de vida de pessoas com deficiência. E hoje, com a pauta da acessibilidade cada vez mais em alta, o termo ganhou relevância novamente. Em tese, todos os serviços e recursos que auxiliam pessoas com deficiência podem ser considerados exemplos de tecnologia assistiva.

Por exemplo: aparelhos auditivos, pisos táteis, cadeiras de rodas, rampas de acesso a calçadas e a prédios, andadores, lupas manuais ou eletrônicas, aplicativos, softwares e hardwares especiais, equipamentos de comunicação alternativa, próteses… Enfim, os milhares de itens e serviços existentes para melhorar a vida de quem tem deficiência.

Aqui, no Grupo Steno, sempre trabalhamos com tecnologia assistiva. Afinal, está em nosso DNA inovar nos recursos de acessibilidade que oferecemos. Veja abaixo exemplos desses serviços e como funcionam:

Audiodescrição

O recurso foi desenvolvido para atender pessoas com deficiência visual. Primeiramente, é preciso realizar um roteiro do material audiovisual que receberá a audiodescrição. O próximo passo é a revisão desse conteúdo, e só então ele é levado ao estúdio para gravação. Quer ver como fica o resultado final? Clique aqui para assistir ao trecho de um filme que teve audiodescrição realizada pelo Grupo Steno.

Closed Caption

Também chamado de legendagem oculta, o recurso descreve tudo o que está acontecendo em cada cena. De acordo com a norma da ABNT, devem ser incluído offs, ou seja, todas as informações sobre o cenário e sobre os personagens que estão na cena, bem como a descrição de sons importantes (como, por exemplo, sons de buzina ou campainha). Saiba mais sobre o recurso clicando aqui.

Libras

A Língua Brasileira de Sinais é um meio de inserção de pessoas com deficiência auditiva em diversas ocasiões. Isso acontece pela gravação de um intérprete que traduz a linguagem falada para Libras. Essa gravação é realizada conforme ocorrem as falas a serem traduzidas, e é sincronizada com cada cena, de modo a garantir que o receptor tenha uma boa experiência.

O Grupo Steno criou um estúdio especificamente para a gravação de Libras. Quer saber mais sobre esse processo? Clique aqui.

StenoVoice®

A plataforma online foi criada pelo Grupo Steno para facilitar o processo de transcrição de áudio ou vídeo. Ela recebe os arquivos e os disponibiliza para um estenotipista, que realizará a transcrição.

Depois, o arquivo é enviado para um editor, que faz a correção de palavras com erros de digitação ou incompreendidas. A seguir, o conteúdo é enviado para um revisor, que executa a terceira e última etapa desse processo, fazendo uma última leitura do texto, analisando se há algo mais para corrigir. Finalizado todo o processo, o cliente recebe o arquivo por e-mail. O material também fica disponível no StenoVoice® para download.

ADSteno

Outra plataforma do Grupo Steno. Esta foi criada para agilizar processos para o mercado publicitário. Por ela, pode-se fazer a contratação dos serviços de acessibilidade como Libras, closed caption (legenda oculta) e audiodescrição para comerciais e outras peças. Este texto explica tudo o que você precisa saber sobre essas duas soluções online.

Como você pode comprovar, a tecnologia assistiva existe para tornar o mundo mais inclusivo e justo. E nós, do Grupo Steno, buscamos sempre investir em soluções cada vez mais tecnológicas, que façam a diferença na vida de quem precisa delas.